quarta-feira, 18 de março de 2009

Bendita velhice


nada me irrita mais que a ignorância.

Domingo fui ao show do Iron Maiden, afinal devia isso a minha adolescente. Fiquei impressionada com a vitalidade dos músicos, principalmente do Bruce Dickson que aos 50 anos corre o tempo todo e canta lindamente, afinadamente, enfim, cheio de carisma e emoção. Nas 3 primeiras músicas não se ouvia a voz dele por causa do público: cantavam todas as letras... depois cansaram um pouco e ficou mais fácil apreciar.

Terminado o show, eu ainda muito bem impressionada com o que tinha visto e ouvido, tive que escutar a pérola de uma garota que não era tão novinha assim e estava bem do meu lado: - MEU! ODEIO VELHO! MAS CASAVA COM O BRUCE!

Quase vomitei. Olhei prá carinha dela e disse: Depende né querida? Será que ele gosta duma velhinha?

É claro que ela não entendeu... eu não esperava que ela entendesse. Gente assim não entende nada.

Lembrei-me do show dos Stones, quando vieram pela primeira vez prá cá e eu fui. Tinha apenas 25 anos e fiquei apaixonada por aqueles músicos, em ver a paixão com que se entregavam ao seu ofício independente dos seus 50 e poucos anos. E eles voltaram com mais pique aos 60 e muitos anos.

Lembrei-me de Paulo Autran falando da importância que se dá para a juventude, sendo essa a fase mais curta de nossa vida.

Penso que sofro esse preconceito com apenas 42 anos e muitas vezes levo na esportiva. As vezes fico de saco cheio e digo que é uma pena as pessoas não terem sequer passado pelos anos 70, uma das décadas mais importantes da história. Eu pelo menos lembro da Copa de 70. Lembro do Garrincha. Lembro dos festivais. Eu era criança. Elvis e Lennon morreram na minha adolescência.

Tenho inveja dos que estavam lá e fizeram história. Daqueles que não "ouviram falar", mas sim daqueles de quem falamos.

Tenho pena daqueles que falam da velhice e acham que não chegarão nela. Prá voces deixo um Leminsky, mesmo sabendo que vão continuar sem entender nada.


QUE PODIA UM VELHO FAZER NOS IDOS DE 1916, A NÃO SER PEGAR PNEUMONIA, DEIXAR TUDO PARA OS FILHOS E VIRAR FOTOGRAFIA?





Um comentário:

Sabrina disse...

Nossa, 42??!!! Como vc tá velha!...